Redes sociais: como ter uma presença digital efetiva?

Aposto que já falaram pra você: “A sua empresa precisa estar nas redes sociais!”. É verdade, uma vez que elas proporcionam diversas oportunidades para o crescimento e fortalecimento de uma marca. Inclusive, a pandemia do novo coronavírus mostrou que aqueles que já haviam migrado para o digital saíram na frente.

Isso porque diversas empresas foram obrigadas a fazer essa transição do dia para a noite por causa das necessárias restrições de distanciamento social. Mesmo assim, a tecnologia possibilitou que diversas companhias continuassem funcionando – e até crescessem.

A crise sanitária também impulsionou mudanças de comportamento. O uso da internet aumentou e as redes sociais proporcionam cada vez mais oportunidades de negócios a partir da relação com o cliente. O Instagram, por exemplo, fez uma alteração de layout que exemplifica essa intenção. O local onde antes o usuário consultava suas notificações foi substituído por uma seleção de produtos, personalizada para cada um.

Essa infinidade de possibilidades dentro da internet também gera concorrência: dentro das próprias redes, nos mecanismos de busca e ainda para os shopping centers.

Redes sociais: manual do usuário

Mesmo com tantos benefícios, algumas empresas ainda temem estar nas redes sociais. Por quê? Provavelmente porque não conhecem as regras do jogo e o funcionamento do ambiente digital. E essa combinação é propícia para uma crise de imagem.

E qual é a receita para o sucesso no online? Podemos dizer com certeza que os principais ingredientes são: estratégia, coerência e constância. A seguir, veja o detalhamento de cada uma delas:

1. Estratégia

Por que você está nas redes sociais? Qual é o seu objetivo? Qual é o público que você quer atingir? Essas são apenas algumas perguntas básicas para começar. É preciso ter clareza de objetivos, metas e estrutura do seu negócio.

A estratégia começa desde o design – as cores, o tipo de letra – passa por imagens adequadas e títulos persuasivos (mas que entregam!) e vai até um texto de alta qualidade. Mas para que o conteúdo seja realmente valioso, é preciso que ele responda aos anseios de seu público-alvo.

Por isso é tão importante conhecer para quem se quer falar; além do gênero, idade e localização, principalmente, os valores e o comportamento. Se uma empresa é focada em produtos naturais, por exemplo, pautas sobre meio ambiente contemplam a audiência desejada.

Esse tipo de abordagem faz com que a marca se mostre parte de uma comunidade. Propor assuntos de interesse e alimentar o internauta com conteúdo pertinente e de alta qualidade é um caminho para fidelizar e até encantá-lo. Isso possibilita a identificação com a marca.

2. Coerência

Ter coerência nas redes sociais envolve trazer os valores e a expertise da empresa e transformá-los em conteúdo. Isso envolve desde o direcionamento do discurso para o público certo, a linguagem adotada para conversar com esses usuários até a seleção de temas pertinentes.

É bastante comum vermos marcas se apropriando de datas ou eventos que estão em alta, que “viralizaram” sem ter propriedade para falar do assunto. Esse é um erro frequente e pode, de fato, causar danos para a imagem da empresa.

Um exemplo atual é a comemoração do orgulho LGBTQIA+ no mês de junho. Várias empresas mudaram as suas fotos de perfil para a bandeira da causa, fizeram diversas publicações apenas para “surfar na onda” sem nunca, de fato, terem feito alguma ação efetiva para incluir o grupo em suas empresas.

Também é importante lembrar que as redes sociais são parte da comunicação da empresa. Os valores emitidos no Facebook, nos comunicados internos ou nos anúncios devem ser os mesmos. A comunicação integrada reforça a credibilidade da marca.

Faça o seu checklist:

  • Agir de acordo com o discurso proferido
  • Falar sobre assuntos de sua expertise
  • Conversar com o seu público-alvo de maneira efetiva – desde a linguagem até os temas selecionados
  • Integrar as redes sociais na estratégia de comunicação da empresa
3. Constância

Já ouviu falar de algum atleta que foi campeão treinando de vez em quando? Pois é, a mesma lógica se aplica às redes sociais. A frequência é importante para ser visto, ser lembrado pelas pessoas, e também para a troca com a sua comunidade.

É valioso analisar os comentários das publicações, perguntar, ouvir. Há marcas que desenvolvem produtos de acordo com os pedidos de seus clientes. E adivinha? O sucesso segue, as pessoas se engajam com a marca e até se tornam defensoras do produto.

A constância ajuda ainda a aperfeiçoar o tipo de post que faz mais sucesso, identificar os temas mais relevantes para o seu público, tirar dúvidas e muito mais. Em resumo, esse é um caminho excelente para otimizar os esforços da equipe e alocar com mais assertividade os investimentos da empresa – de tempo e dinheiro.

Presença digital

Vale lembrar que mesmo sem estar nas redes, as pessoas podem estar falando sobre a sua empresa ou seu produto! E, saber se estão contentes ou frustradas é um norte para melhorar a sua imagem e até as vendas. Analisar esse comportamento é o que chamamos de monitoramento de redes sociais… mas esse já é assunto para um próximo post!

Leia mais sobre:
Menu
× Olá! Como posso te ajudar?